domingo, 8 de julho de 2007

02. O dia que o elevador não subiu

Dando continuidade a série, abaixo fica o relato da minha consulta com o especialista em Cirurgias de estômago. Seu nome é Dr Cláudio Corá Mottim. Este médico trabalha no hospital São Lucas da PUC, mais precisamente no C.O.M., Centro de Obesidade Mórbida. (esse nome é medonho, eu sei).

O fato é que quando eu cheguei no prédio, percebi que o elevador estava quase lotado. E vi que a ascensorista estava apenas esperando eu entrar. E eu até me apressei pra entrar logo: Esse foi meu erro!

Quando a moça apertou o botão pro elevador subir, a porta fechou, e todos sentimos que tinha algo errado. Parecia que o elevador estava parado! Eu pensei assim, "ai... não me diga que está acontecendo o que eu estou pensando". Exatamente nesse momento, a porta do elevador
abre, e para o espanto de todos e principalmente para a minha vergonha, estávamos no primeiro andar ainda!

Que vergonha!!! Eu disse pra ela assim: "Haaaammm... Talvez seja melhor eu sair", assumindo com isso a culpa do elevador não ter subido. Alguns me olhavam, outros encaravam o chão disfarçando a vontade de rir... Foi aí que a #&?#$%*! da ascensorista diz: "Não não,
acho que eu apertei o botão errado, pode ficar". Ela aperta o tal botão e o elevador sobe tranquilamente como se tivesse sido instalado naquele mesmo dia. Ou seja, eu fiz papel de bobo na frente de todo mundo a toa, quase morri de vergonha a toa na frente daquele povo! Alguns riam baixinho, provavelmente por causa da cara de tacho que eu estava fazendo involuntariamente.

Desci no terceiro andar sem olhar pra trás e com a esperança de nunca mais ver aquele povo do elevador novamente. E foi assim que começou minha consulta com Dr. Mottin. Que belo início...

Amanhã será colocado mais detalhes da consulta, pois com certeza será do interesse de todos. Até mais! O ex-gordo vos saúda!

Um comentário:

Futura PP disse...

Caramba! Que situação!
Adorei seu blog e vou colocá-lo na listinha do meu blog, ok?
Vou nessa, que quero continuar lendo suas "aventuras", rs.
Bjins